Voluntariado Médico

Apoio aos peregrinos do Santuário de Fátima

O Posto de Socorros é um serviço de apoio aos peregrinos e visitantes do Santuário de Fátima, onde se prestam cuidados de saúde às pessoas que a ele recorrem. O serviço médico, disponibiliza-se aos fins de semana (sábado de tarde e domingo de manhã) ao longo de todo o ano, diariamente no período de verão (15 de julho a 15 de setembro) e, ainda, nos dias 12 e 13 dos meses de maio a outubro.

Voluntariado Médico

Presidente da República veta Lei sobre mudança de género aos 16

A Associação dos Médicos Católicos Portugueses congratula-se com o veto do Presidente da República ao diploma de mudança de género aos 16 anos. Acreditamos que o envolvimento e o apoio dos médicos nas situações de disforia do género é de enorme importância para o acompanhamento e tratamento destes casos.

9 de maio de 2018

Arquivo:

O Parlamento Português aprovou no dia 13 de abril uma lei que permite a mudança de género no registo civil aos 16 anos apenas mediante requerimento e sem necessidade de recorrer a qualquer relatório médico. A Associação dos Médicos Católicos Portugueses (AMCP) considera que a dispensa de um parecer médico se reveste de uma enorme gravidade em termos de saúde pública. 

Ler mais...

AMCP prepara formação em Ética Médica

Reunida em Fátima em Conselho Nacional, a 17 de novembro, a Associação dos Médicos Católicos Portugueses anunciou a preparação de um curso de formação em Ética Médica, a realizar no ano de 2019, com data e programa ainda a divulgar.

Ler mais...

AMCP congratula-se com a rejeição da prática da eutanásia em Portugal

Foram hoje - 29 de maio de 2018 - reprovados os projetos de lei levados a votação no Parlamento Português para a despenalização da eutanásia em Portugal.

A Associação dos Médicos Católicos Portugueses congratula-se com este resultado, por inviabilizar a prática da eutanásia em Portugal.

Ler mais...

Médicos pedem ao SNS mais medidas de conciliação Trabalho-Família

As dificuldades na conciliação Trabalho-Família originam diversas tensões junto dos profissionais da medicina, quer no seio familiar quer ao nível do funcionamento dos hospitais e centros de saúde.

Um estudo realizado junto de 181 médicos da Associação dos Médicos Católicos Portugueses (AMCP) revela que os médicos consideram mais difícil conciliar trabalho e família no Sistema Nacional de Saúde (SNS) do que no sector privado e, por isso, pedem medidas concretas para que trabalho e família sejam áreas conciliáveis.

O inquérito aos médicos católicos, realizado durante o mês de março, revela que os médicos trabalham em média 47 horas semanais e que a maioria destes profissionais considera que a partir das 43 horas semanais de trabalho existe um claro prejuízo para a vida familiar. 

Ler mais...

Torne-se Sócio

Para se tornar Sócio da AMCP é muito simples.

Pode prencher Inscrição de Associado no site ou então  descarregar o formulário em word, preenchê-lo e enviá-lo por correio.

Veja as condições especiais para estudantes.

Pode descobrir aqui os procedimentos para novos associados da AMCP


   

 

 

 
 

Siga-nos